Pequenos números, grandes estragos

O blog de Flavio Quintela

Os portais de notícias, jornais impressos e jornais televisivos sempre noticiam os índices de inflação e de retração do PIB em números percentuais, e não há nada de errado com isso. Afinal, é assim que eles são calculados, e é assim que são divulgados. Mas, para o público não muito versado em matemática e economia, ler que o PIB brasileiro recuará 2% ou 3% num ano pode não parecer algo tão trágico. Afinal, para a mente do homem comum, variações deste montante costumam passar despercebidas na vida diária. Tomemos como exemplo uma situação típica de mercado: o sujeito sai para fazer compras e paga R$ 78,00 por uma bermuda. Três meses depois ele sai para comprar uma outra bermuda, e encontra um modelo por R$ 79,99, ou seja, um valor 2,5% superior ao que pagou da última vez. Parece muito pouco, certo? Parece porque é, quando se fala em dezenas…

Ver o post original 390 mais palavras

Anúncios