O que quero dizer é o seguinte

A ausência paterna faz de políticos populistas executivos paternalistas. Clinton, Lula, …Barack Obama. Este será, do ponto de vista econômico, tão racional quanto aqueles – e tão bem-sucedido em sua irresponsável ausência de culpas quanto ambos. O novo discurso demagógico extraordinário será só velhas ações ordinárias de uma mesma e imensa sociedade anônima. A diferença particular é que esta tragédia devida a causas que se assemelham resultará em inconseqüências universais.

Anúncios